Solenidade de certificação aconteceu no Teatro Guararapes.

Atendendo a um antigo anseio da tropa, o Governo do Estado, formou nos seus primeiros meses de gestão, 1.579 novos sargentos da Polícia Militar de Pernambuco. A solenidade de certificação aconteceu na tarde desta terça-feira (25/08), no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções, em Olinda. Participaram do ato solene cerca de 900 militares lotados na Região Metropolitana do Recife.

“Desde o início do meu governo tenho acompanhado a dedicação e o empenho que as polícias tem tido para garantir a segurança dos pernambucanos, para fazer de Pernambuco um Estado seguro para se viver. Em 2015 tivemos a oportunidade de dobrar a quantidade de sargentos formados na PMPE, ao longo dos oito anos anteriores foram formados pouco mais de 1500”, disse o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Em suas palavras o chefe do Executivo falou ainda da necessidade de ascensão na PMPE. “A carreira militar exige a oportunidade de promoções para aqueles que se dedicam e entregam a sua vida em defesa da segurança e merecem serem reconhecidos pelo seu trabalho. E isso vai continuar. Temos a responsabilidade e o compromisso de valorizar cada vez mais as instituições policiais”, complementou Câmara.

Presente a solenidade, o secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, agradeceu o esforço do Governo do Estado em proporcionar a ascensão, a graduação de sargentos, de mais de 1.500 cabos da Polícia Militar em apenas oito meses de governo. “Esta promoção é um anseio antigo, pagamos uma dívida antiga e motivamos todo um efetivo. O que peço aos senhores é que continuem se dedicando a sociedade pernambucana, para que tenhamos um estado ainda mais seguro para se viver”, completou Carvalho.

Os novos sargentos participaram de um curso de formação com duração 120 horas/aula onde foram abordadas disciplinas como Procedimentos Investigatórios nas Corporações, Gestão Administrativa e Aspectos Técnicos de Policiamento Ostensivo. Dentre as suas atribuições estão cooperar para o cumprimento oportuno das decisões tomadas pelo nível estratégico; comandar fração da tropa motorizada ou a pé, além de auxiliar, administrativamente e operacionalmente, os Oficiais nas suas atividades. “Estou muito feliz em ascender mais uma graduação na minha carreira militar. Ainda restam-me alguns anos e quero dedicar-me a garantir a segurança dos pernambucanos”, disse o sargento, Ângelo Martins.

Desde 2008, o Governo do Estado já formou 3.100 sargentos na PMPE. Dos 1.579 sargentos formados neste ano, 963 estão atuando na RMR, 169 na zona da mata, 228 no agreste e 219 no sertão do Estado.